Você sabe o que é heteronormatividade?

Você sabe o que é heteronormatividade?

Você já ouviu alguma vez a frase: “Pode ser gay mas não precisa exagerar.”? Essa é uma das frases que melhor define a heteronormatização ou heteronormatividade.

Nada mais é do que algumas normas para que você tenha mais jeito de hétero do que de gay e serve tanto para meninas quanto para meninos, ou seja, não “dar na cara” que você é gay.

Really?

Sério mesmo? Sim! São como se algumas regras dissessem como você tem que agir no dia-a-dia para não passar vergonha ou não dar motivos para apanhar. Quantas vezes já ouvi comentários do tipo “mas também né? Precisa andar desse jeito, falar tão mole? Tem mais que apanhar mesmo, fica pedindo.”

Aí que entra a heteronormatização você pode ser gay, mas não precisa ser tão feminino ou tão masculina – no caso das lésbicas. Isso tem que acabar! Cada pessoa é o que é, não precisa de regras da sociedade de como agir, como falar, como andar. Todo mundo merece ser feliz do jeito que melhor convier, desde que não prejudique o próximo, está tudo bem!

tumblr_mapvlfsiKC1qaw8ky

E esse tipo de coisa não é apenas de héteros x gays, por incrível. que. pareça. É verdade, dentro do mundo gay muitos cobram dos outros que você deve ser mais discreto, que tem que ter jeito de macho, que tem que parecer mulher, enfim “N” adjetivos e normas para você parecer mais hétero. Gente! Se fosse para todo mundo ser igual, qual seria a graça do mundo?

As pessoas merecem e devem ser felizes, seja afeminado, masculinizada, travesti, transsexual e ninguém nem nada pode dizer o que alguém deve ou não fazer ou como agir. Todos devem ser respeitados, sempre bato na tecla de que o amor, respeito e igualdade supera tudo. A partir do momento que você respeita o espaço do outro, você também é respeitado.

#Partiu ser feliz!

#Partiu ser feliz!

Essa coisa da heteronormatividade nada mais é querer padronizar o comportamento de alguém ou esconder da sociedade o que você realmente é, então não faz sentido nenhum! Já sofremos tanto com a família para sermos aceitos, depois vem a sociedade querer dizer o que pode ou não? Eu mesmo quando me tornei um gay casado decidi que onde eu chegasse ia dizer “Oi, esse é meu marido.” e até agora não sofri preconceito, não diretamente, alguns assustam, olham estranho, mas não me dizem nada diretamente. Gosto assim.

Então, fuja dos padrões, seja quem você tem vontade de ser, ame e respeite o próximo. Se o seu comportamento não prejudica ninguém, seja apenas feliz consigo. Seja livre!

 

0 I like it
0 I don't like it

Blogueiro, Youtuber, Social Media, Gerente de Projetos Web, metido a webdesigner e programador, sim, um workaholic. Viciado em The Sims, Resident Evil e músicas toscas. Aspirante a ator.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *